sábado, 3 de outubro de 2009

Sarando as feridas

"Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão; E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele; E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar." - Lucas 10:33-35

Jesus contou a parábola do bom samaritano para explicar o amor ao próximo. De fato ele mesmo, sendo judeu, foi chamado de samaritano e endemoninhado (Jo 8:48). Os judeus menosprezavam os samaritanos pois sua fé era uma certa mistura de ritualismo judaico com paganismo. E menosprezando Jesus queriam ofende-lo chamando-o de samaritano.

Os samaritanos eram, na sua época, como os membros de certas Igrejas de hoje que vendem um Evangelho barato e adulterado.
Mas nao devemos discriminar essas pessoas, como Jesus ensinou. Jesus encontrou pessoas cheias de fé mesmo entre os samaritanos (Lc 17:16 e Jo 4:39-40).

E por isso Ele conta a parábola a respeito de si mesmo. Ele é o bom samaritano. O problema que a religião nao resolveu (nem o levita, nem o sacerdote), Jesus, o desprezado, pode perfeitamente resolver. Ele cura as feridas e paga as dívidas.

Ha alguns dias fiz uma ferida na mao e sendo um lugar que movimenta existe a tendência da ferida se abrir pois o tecido nao tem flexibilidade e se rasga pelo movimento.

Lembrei-me então dessa passagem em que o samaritano passa vinho e azeite nas feridas.

A ciencia médica hoje sabe que o vinho possui efeitos antibacterianos e é fato conhecido que o vinho era usado para lavar e curar as feridas em diversos povos da antiguidade, incluindo naturalmente os judeus.

Pasteur declarou que o "Vinho é a mais sã e higiênica das bebidas" e isto de fato era uma realidade até os tempos modernos pois nao havia tratamento de água e era às vezes mais saudável beber vinho do que água. Na idade média muita gente morreu de tifo ao beber água.

Por isso entendemos a aplicação de vinho as feridas como passávamos álcool ou mertiolate para desinfetar a área atingida.

O vinho simboliza o sangue de Jesus, derramado por nós e que tem a capacidade de lavar nossa alma e limpa-la e lavar e curar, cicatrizar nossas feridas.

Mas qual a finalidade do azeite? Por que aplica-lo as feridas?

O profeta Isaias responde esta questao:

"Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres não espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com óleo." - Is 1:6

O azeite era usado para amolecer as feridas.

Quando nos convertemos ao Senhor Jesus Cristo ele nos salva com o seu sangue e inicia o processo de cura do nosso ser.

A salvação é imediata mas o processo de transformação da nossa vida à semelhança de Jesus Cristo as vezes é longo e doloroso.

Nessa hora entra o Espírito Santo, simbolizado pelo azeite complementando o tratamento feito pelo sangue de Jesus.

Nossas feridas de vez em quando sao abertas novamente pelas circunstâncias da vida e coisas que pensávamos já estarem resolvidas comecam novamente a sangra e doer. O Espirito Santo nos ajuda a sermos mais flexiveis. Ele amolece nossas feridas.
  • Já experimentou passar azeite numa ferida?
  • Já fiz isso. Isso a deixa mais flexivel e ela nao abre mais.
Num mundo tao agressivo como o nosso, precisamos do vinho do sangue de Jesus e do azeite do Espírito Santo para suportarmos as injúrias.

De fato nao sei se é justo esperarmos menos dor. Talvez isso nos prepare para suportarmos mais dor, mais injustiça e mais injúrias.

1 Pe 2:19-22 nos aponta este caminho. Se quisermos ser imitadores de Cristo, precisamos desta uncao que vem da cruz, das feridas e do sangue derramado por nós e do céu de onde o Espírito Santo nos é derramado.

"Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.
O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente; Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados." - 1 Pe 2:19-22

Um comentário:

MISSÃO ESPERANÇA - Caminhando Juntos disse...

Amamdo irmão, apreciei muito este texto, fala sempre ao coração, mais uma vez posso afirmar: "é uma semente", para apontar propositos do Reino do Senhor Jesus, para nossas vidas. Paz.